A sabedoria oculta do tempo

As grandes lições da nossa própria história

Todos nós já vivemos momentos de angústias e alegrias, assim, fomos aprendendo e construindo, pouco a pouco, nossos destinos. Essa maneira de adquirir experiência vale para qualquer aspecto de nossas vidas, mas a grande questão é saber se estamos conseguindo absorver toda a sabedoria que tais situações nos proporcionam.

Aprender com bons momentos é mais fácil, difícil mesmo é manter o otimismo em situações negativas, por isso, temos uma ferramenta muito importante a nosso favor: a memória. Analisar situações passadas, com um novo ponto de vista, pode resultar em lições importantíssimas para o nosso desenvolvimento.

Quando adolescente, acreditava piamente que as dificuldades a serem enfrentadas, naquele momento, me preparava para enfrentar obstáculos. Com o passar dos anos, essa atitude foi se esvaindo, talvez tenha sido algum choque de realidade na minha juventude otimista, mas ao perceber essa situação, tentei educar minha mente a buscar aprendizados em situações cotidianas. Abaixo, listo dois exemplos pessoais:

Quando era criança, meu pai trabalhou em um hotel fazenda chamado Vale do Sol, um lugar muito frequentado em Serra Negra, principalmente nos períodos de férias e, um dia, acabou se tornando nossa residência. Hoje, quando busco boas referências para uma motivação extra, seja para uma entrevista, apresentação ou em momentos de pessimismo, me lembro daqueles dias, do privilégio de passar anos de minha infância cercado por natureza, crianças vindas de todos os lugares, muita liberdade e atividades lúdicas a todo momento. Consigo tirar proveito das lembranças daquela época para não me intimidar perante concorrentes mais gabaritados ou situações controversas.

Meu primeiro emprego foi como caixa de farmácia, na época, encarei como uma atividade momentânea para pagar a faculdade, mas, algum tempo depois, percebi que havia aprendido muito mais do que imaginava. A maioria dos clientes eram senhores com idade já avançada, gastando o pouco dinheiro que recebiam com remédios caríssimos e esse, definitivamente, não é um cenário ideal para o bom humor. Mas não foram apenas aqueles que conseguiam manter a positividade que me proporcionaram lições importantes, aprendi a ter empatia por aqueles que estavam infelizes com essa situação. Aprender a me colocar no lugar dos outros, me fez uma pessoa muito mais compreensiva e paciente, o que é excelente para manter minha serenidade nos dias de hoje.

É claro que existem situações extremas e muito mais dramáticas, sejam elas boas ou ruins, que talvez tenham um desfecho diferente na formação de indivíduos. Mas ainda vale a pena buscar oportunidades, “você não pode ligar os pontos olhando para frente, para ligar os pontos é preciso olhar para trás“, é o que diz Steve Jobs em seu famoso discurso em Stanford:

Observem que a lição que somos capazes de tirar de um acontecimento passado é determinado pelo modo como você o interpreta, são as “configurações” desse filtro que transformam suas experiências em memórias positivas ou negativas. Quanto aos meus exemplos, eu poderia ter encarado a época que morei em um hotel fazenda como um atraso para o meu desenvolvimento, o que faria me sentir menos preparado do que os outros ou ter me estressado com os lamentos daqueles senhores mal humorados da farmácia, adquirido uma aversão para lidar com o público. Adotar padrões positivos ao consultar sua memória pode lhe garantir grandes oportunidades.

O pensador espanhol George Santayana abordou esse tema, ele acreditava que aqueles que não aprendiam com o passado estavam condenados a repetir os mesmos erros, dizia ainda que “o progresso real é menos uma questão de revolução do que de adaptação, de usar o que aprendemos com o passado para construir o futuro

Além de garantir o aprendizado, você pode resolver questões importantes de sua personalidade ao analisar sua história, afinal, pode descobrir a origem de alguns comportamentos que atrapalham ou facilitam a sua vida. Esse auto-conhecimento é um fator extremamente competitivo na formação de características como liderança, trato social e, principalmente, caráter.

Portanto, use seu passado como conteúdo para reflexão. Pensar no futuro é muito importante, mas as maiores lições de sua vida podem estar guardadas em sua memória. Aproveite com sabedoria.

 

Referências: O Livro da Filosofia, diversos autores, 2010.

Quem leu esse post, acessou também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *