Gerente – Papel e Práticas – parte 2

Gerenciamento na Prática

No post anterior, após avaliar o desenvolvimento do papel do gerente ao longo do tempo, definimos o gerenciamento atual como o ato de coordenar um grupo de pessoas para atingir uma meta específica, ao mesmo tempo que se leva em consideração a inevitável mudança e incerteza.

Hoje, vamos comentar alguns dos assuntos que fazem parte de sua rotina e conhecer práticas modernas de gerenciamento. Tratam-se de conceitos ou métodos propostos por grandes autores e referências no assunto, com alguma contribuição da minha própria experiência ao longo dos últimos nove anos como gerente.

  • Vamos falar das temidas, porém necessárias, metas.
  • Discutiremos como os gerentes podem lidar com mudanças e problemas.
  • Vamos verificar a importância do alinhamento de um plano de ação.
  • Descobriremos como “sair do caminho e deixar as pessoas trabalharem“, com a Gestão Participativa.
  • Conheceremos alternativas de monitoramento e o que fazer com obstáculos.
  • Entenderemos as diferenças entre gerentes de sucesso e gerentes eficazes. 
  • Vamos aprender o que são e como evitar as dívidas de gestão.
  • E, para finalizar, conheceremos o mindset que pode destacar um bom gerente.

Continue lendo Gerente – Papel e Práticas – parte 2

Gerente – Papel e Práticas – parte 1

O papel gerencial da liderança

Quando falamos de liderança, normalmente, enaltecemos a figura daquele que é visionário, que inspira as pessoas a se dedicarem em prol de um objetivo comum. Esse tipo de gestor, nós chamamos de líder.

Os que não conseguem tal proeza, nós chamamos de chefes. Aquela figura burocrática e autoritária, que não desperta nas pessoas um interesse genuíno de contribuir, apenas cobra melhores resultados, controla processos e não admite que algo saia errado.

Como discutimos em outro momento, a definição de líder ou chefe não passa de uma questão de perspectiva. Porém, no meio desse jogo de segregação da liderança – que na verdade é apenas fruto da nossa mania de dar nomes para as coisas – existe uma figura real e muito importante:

Aquele que executa, que faz as coisas acontecerem, que define exatamente o que cada um precisa fazer, para que a visão de uma empresa se torne realidade.  No post de hoje, vamos entender um pouco melhor o papel do Gerente.

Continue lendo Gerente – Papel e Práticas – parte 1

Educação e Liderança

O papel do líder educador

Hoje em dia, é comum ouvirmos que o desenvolvimento dos indivíduos de uma equipe faz parte das atribuições de um líder. Sejam competências técnicas ou habilidades cognitivas, os gestores estão sempre (ou, pelo menos, deveriam estar) preocupados com o conhecimento de seu time. Afinal, sabemos que quanto mais preparadas as pessoas estão, melhor é seu desempenho.

Idalberto Chiavenato, em seu livro Construção de Talentos, afirma que existe um problema muito grave e irreparável nas organizações: “o desperdício contínuo e sistemático de talentos, conhecimentos, habilidades e competências das pessoas.”

Para o requisitado consultor de empresas, Vicente Falconi, a função do líder é compreender a situação atual e conduzir as pessoas sob sua autoridade para as mudanças necessárias.  As mudanças são, portanto, a prática do conhecimento.

Já vimos aqui no blog a importância da autoeducação, a relevância do aprendizado contínuo e como o learnability pode determinar o sucesso dos profissionais em um mundo que não para de mudar.

No post de hoje, vamos tentar encontrar respostas para outra pergunta: qual é o papel do líder na educação de seus liderados em uma época na qual a maior parte do conhecimento humano está no bolso das pessoas?

Continue lendo Educação e Liderança

Filosofia da Inovação

Como a filosofia pode determinar a inovação

A Inovação já conquistou o seu espaço dentre os temas mais discutidos no mundo dos negócios. Seja de maneira incremental ou disruptiva, estamos sempre buscando alternativas para sermos mais eficientes, competitivos ou, até mesmo, pioneiros em algum mercado.

Descobrimos em um post anterior, que, para a inovação acontecer, precisamos de um método – inovação e ciência, portanto, caminham juntas e, sem elas, não faríamos sentido.

Porém, há um terceiro e importante agente nessa dinâmica: tanto a inovação quanto a ciência surgem de uma indagação, uma pergunta feita por uma mente curiosa em busca da verdade – e esse é o papel central da filosofia.

Portanto, se quisermos entrar nesse jogo para ganhar, precisamos, antes de qualquer coisa, aprender a fazer as perguntas certas. Por isso, nada melhor do que consultar os maiores especialistas no assunto.

Continue lendo Filosofia da Inovação

Barreiras da Colaboração

Vencendo as barreiras da colaboração 

Participei recentemente de um projeto, que, dentre outras coisas, visava compartilhar boas práticas entre diferentes setores de uma empresa. O ganho da iniciativa parecia óbvio, entenderíamos quais equipes possuíam os melhores processos, programas ou metodologias e, assim, replicaríamos para as demais.

A primeira impressão foi de que as equipes receberiam tais práticas de braços abertos, afinal, tratavam-se de práticas comprovadamente efetivas, que poderiam resultar em ganho de performance. Mas, as coisas foram um pouco mais complicadas do que isso, muitas pessoas ou equipes foram muito resistentes em colaborar.

Ficou claro que havíamos subestimado a complexidade do elemento humano.

Tudo isso despertou minha curiosidade, afinal, quais são as barreiras da colaboração nas empresas e como podemos desenvolver equipes colaborativas?

Continue lendo Barreiras da Colaboração

Tendências 2018

O que esperar de 2018?

Mais um ano chegando e, junto com ele, surge a inquietação do que iremos encontrar pela frente. Muitas agências de comunicação já fizeram suas apostas e apresentaram um vasto material sobre o que podemos esperar do mercado.

As Tendências de 2018 aparecem como uma dança entre um tímido otimismo e uma busca contagiante pelo novo. Tecnologia e comportamento serão, novamente, o motor de mais um ano repleto de oportunidades e riscos.

Continue lendo Tendências 2018

Autoconfiança – Um relato

A importância de confiar em si mesmo

De alguma forma, todos sabemos como a autoconfiança é importante, porém, entendo que temos uma ideia muito superficial do que ela representa e apenas nos damos conta de seu papel quando a perdemos. Portanto, para aprendermos algo sobre o tema, não podemos falar de um mundo ordenado e fantasioso, onde as coisas dão sempre certo. Vamos abordar a autoconfiança no caótico mundo real, uma realidade nua e crua.

Para isso, utilizaremos uma experiência pessoal para, junto com alguns insights de especialistas, refletirmos um pouco mais sobre a importância de confiar em si mesmo.

Continue lendo Autoconfiança – Um relato

As ferramentas e insights de um jovem executivo em busca do sucesso.