Arquivo da categoria: Produtividade

Insights essenciais sobre produtividade, adquiridos por meio da experiência do dia a dia e relacionados com as teorias mais modernas sobre o tema. Confira!

Mimimi é Fortuna

Se tempo é dinheiro, você já imaginou quanto custa o mimimi?

O termo se refere àquele famoso discurso da incompetência, recheado de desculpas, justificativas descabidas e muita enrolação. O mais preocupante é que, na maioria das vezes, todo esse arsenal defensivo não é percebido pelo próprio dono, que defende com unhas e dentes seus argumentos.

O medo de sair da inércia e começar algo novo, como um curso, uma atividade física ou um projeto, faz com que a pessoa procure conforto em algum discurso que possa convencer os outros e principalmente a si mesmo de que essa nova atividade não é possível, devido a fatores que fogem do seu controle. Afinal, é muito mais confortável acusar a falta de tempo do que admitir nossas inseguranças ou falta de motivação. Os vilões são muitos, como o tempo, o clima, o preço, os outros, os políticos, as leis, a cultura, a distância, enfim, tudo que desvie o foco do maior limitante do homem, ele mesmo.

Isso já aconteceu comigo algumas vezes, principalmente no que tange ao empreendedorismo. Foram muitos projetos que não saíram do papel, cada um por uma limitação diferente, como falta de recursos, baixa demanda, mercado desaquecido, legislação, etc, etc, etc. Com certeza, esse “excesso” de zelo pode ter me tirado de algumas enrascadas, mas, como saber quais dessas limitações foram reais e quais delas foram puro mimimi?

Olhar para o passado e fazer essa reflexão pode nos ajudar a encontrar respostasmoldar nosso futuro, para isso, é preciso muita honestidade, autocrítica e motivação para mudar e fazer diferente.

Mas isso ainda não é o suficiente, não adianta decidir mudar e ser bombardeado pelo discurso falido dos outros, dia após dia, você vai precisar de um bom escudo. O que não podemos é nos iludir, acreditando que vamos conseguir simplesmente evitar pessoas assim, ou achando que é fácil não entrar na onda da turma do amendoim.

No mercado corporativo, podemos ter muito ganho se conseguirmos liderar um grupo para mudança, os resultados serão surpreendentes. Mas vá com calma, algumas pessoas são inflexíveis aos seus pontos de vista e se afundam com eles até o fim, mesmo que todos os demais percebam que são apenas desculpas.

Tudo isso pode custar o seu futuro, portanto, levante uma bandeira contra o mimimi, seu preço é alto demais para você ficar aí parado!

 

O valor de uma ideia

Uma boa ideia não tem valor algum enquanto permanecer ideia.

Um equipamento portátil, fino e com tela em praticamente toda sua superfície, onde você pode escrever ou desenhar com uma caneta feita especialmente para o aparato e, em seguida, pode facilmente apagar tudo e recomeçar, um produto inovador e sustentável, que proporciona mobilidade e conforto para o usuário.

A descrição acima poderia ser a de um tablet, mas não é. A foto a seguir foi tirada em um museu sobre a colonização alemã no Rio Grande do Sul e mostra o resultado de um antigo projeto para melhorar a mobilidade do ensino: lousas individuais, que permitiam aos alunos a possibilidade de treinar e aplicar seus novos conhecimentos em qualquer lugar.

252

Apesar da má qualidade da foto, ela me fez refletir sobre as grandes inovações. Talvez não existam mais ideias que criem algo absolutamente inédito, lançamos apenas projetos baseados em experiências, arquétipos e conhecimentos anteriores, com referências muitas vezes esquecidas pelo próprio idealizador, ou seja, nossos insights, em teoria, não nos faz proprietários de uma nova ideia, já que ela é fruto de um grande inconsciente coletivo.

O inconsciente individual repousa sobre uma camada mais profunda… Eu a chamo de inconsciente coletivo. As ideias mais poderosas da história remontam aos arquétipos

Carl Jung

Como exemplo, acabo de ler o livro Geração de Valor, do Flávio Augusto, havia ficado satisfeito ao perceber que temos algumas ideias em comum, mas, ao olhar de forma mais crítica, entendi que, o que realmente temos em comum, é apenas alguma influência literária, que ajudou a moldar nossas opiniões sobre o mundo, assim como a de milhares de pessoas.

Temos também diversos exemplos em nossa história, onde vários sonhadores tiveram ideias consideradas geniais e revolucionárias, mas logo percebiam que outras pessoas trabalhavam na mesma ideia, ao mesmo tempo e em lugares bem distintos, sem terem tido qualquer tipo de contato.

Portanto, ter uma boa ideia pode ser insignificante, pois muitos já a possuem, o sucesso de um projeto se baseia em execução e timing, lembre-se disso.

Referências: Geração de Valor, Flávio Augusto da Silva, 2014; Os arquétipos e o Inconsciente Coletivo, Carl Jung, 1934; The Psychology Book,  diversos autores, 2013; Nerdcast Empreendedor 01, 2015.

 

Pilot

Como tudo começou.

Tudo se resume ao seguinte: Conforme suas experiências se tornam palavras, suas palavras se tornam ações, suas ações se tornam hábitos, seus hábitos se tornam sua imagem e sua imagem se torna o seu destino

Boothman, Nicholas.

Por isso decidi escrever.

Para que você possa lembrar um pouco mais do que aprendemos no caminho. Para que nossas limitações não façam com que minha fome por conhecimento seja desperdiçada.

Escrevo para que nossa caça por insights continue sempre, mas não de maneira meramente esportiva. Esse blog servirá como uma fortaleza, que manterá nossas ideias a salvo do tempo.

Para que nossas melhores experiências conduzam nosso destino.

Para que você não esqueça de onde viemos.

Essa é a sua história, espero que goste!